MP’s e suas invasões…

by

Conversinhas com “mainha” sempre acabam em discussões interessantíssimas! E hoje, o meu assunto partiu de um desses diálogos!

Certa vez, minha mãe conversando comigo me disse que achava o fone de ouvido algo egoísta demais, por não permitir compartilhar a música que você está ouvido com os outros… Daí comecei a esclarecer a ela a função desse instrumento e óbvio não aceitei as suas justificativas! Mostrei para ela que era a forma que a gente tem de não incomodar ninguém com nossas músicas, que muito provavelmente, não agrade os ouvidos das pessoas mais experientes. Admito que essa conversa aconteceu a um certo tempo… e hoje vejo as coisas de outra forma!

Admito também, que o tal do fone seja algo extremamente individual, que permite que compartilhe a música com no máximo uma única pessoa simultaneamente…  Mas ainda acho que seja algo educado o suficiente para evolução da espécie… Por que digo isso?

Simples… quando minha mãe colocou o ponto de vista dela questionei o fato de ela querer ouvir o CD de Guilherme Arantes três vezes seguidas em uma única tarde e eu simplesmente não querer escutar nem a primeira faixa do mesmo… é como se ela me obrigasse a ouvir algo que só ela goste… utilizando o fone não há esse problema… você não impõe ninguém a ouvir o que não quer, e se delicia com a música o quanto quiser, sem aborrecer nenhuma pessoa.

Mas, agora, com a invenção do MP’s (quem vão de três a mil) é que a situação piorou, pelo menos aqui em Salvador e para pessoas que utilizam do serviço público de transporte da cidade. Invadindo o espaço do outro sem nem pedir licença, muitas pessoas colocam seus MP’s pra tocar (geralmente pagode, arrocha ou os evangélicos com o seu gospel).

E eu me encontro muitas vezes, lendo um livro ou dando aquela última revisado no projeto que preciso apresentar na faculdade, ou no trabalho e não consigo me concentrar! Você tá lá feliz, lendo seu material ai vem um ser, senta do seu lado liga seu MP (a nova versão do radinho de pilha) o mais alto que pode, e deixa tocando aquele repertório lindo…e você troca de lugar, ou tenta ao máximo prestar atenção naquelas letrinhas do papel que tentam fugir a qualquer custo… Então você desiste!

Se estressa, desconcertar… ouve aquela música graciosa e pronto… Minha tia sempre diz que o mal bate na nossa porta, e ela está corretíssima! A gente tá em casa e vem aquela ligação que te tira do sério, ou alguém vem na sua casa para te provocar, manda uma sms! Enfim, várias formas de te desestabilizar… e essa pertubação sonora, algumas vez provocam reações que irritam qualquer pessoa. Porque ninguém coloca um Chico Buarque ou Maria Bethânia…??? Me pergunto isso sempre!

Pelo menos seria mais fácil a convivência com esse MP’s de vida própria!

Anúncios

Tags:

2 Respostas to “MP’s e suas invasões…”

  1. Rubis Says:

    Concordooooo plenamente viuuu, ngm merece essa inconveniencia avançada do radinho de pilha. Existe uma coisinha chamada FONE DE OUVIDO, que deve ser apresentada para todos, deve ser de graça, assim todo mundo tem acesso..
    Certa vez, Amim e eu conversando, ele teve a idéia de fazer a festa do MP3..rsrs, assim todos os amigos estariam juntos curtindo a mesma festa e ouvindo o que realemente queria.. é a festa mais democratica pensada.. Vamos fazê-la de verdade??
    =D

  2. MPs – FESTA « BidrimaiS's Blog Says:

    […] BidrimaiS's Blog Movimentando a vida e a mente. . . « MP’s e suas invasões… […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: